Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Presidente da Câmara Municipal visita freguesia de S. Martinho das Amoreiras

20140305162233516297 1 1024 2500
05 Março 2014
Nos próximos dias 7 e 8 de março está agendada uma visita do Presidente da Câmara Municipal de Odemira à freguesia de S. Martinho das Amoreiras, dando continuidade à iniciativa “Sentir Odemira” que se iniciou em janeiro.
Com esta iniciativa o executivo da Câmara Municipal de Odemira pretende dar seguimento e impulsionar a estratégia de valorização das pessoas, do seu contributo e da participação cívica, sendo este um dos desígnios para o atual mandato. A iniciativa “Sentir Odemira” levará o Presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, num ciclo de visitas a todas as vilas, aldeias e lugares do concelho.

Pretende-se com esta iniciativa valorizar e aumentar o contacto com a população, com o objetivo de construir um melhor concelho de Odemira, com a participação de todos, saber das suas preocupações e necessidades, ouvir e registar as suas ideias e contributos, sentir as suas aspirações e sonhos para Odemira.

Depois de ter passado por Santa Clara-a-Velha, a segunda visita no âmbito do “Sentir Odemira” decorre na freguesia de S. Martinho das Amoreiras e acontece já nos próximos dias 7 e 8 de março.

No dia 7 de março, sexta-feira, pelas 18.30 horas, será realizada uma reunião com empresários e entidades locais, proporcionando a discussão sobre assuntos de interesse para a freguesia. A reunião decorrerá na Casa do Povo de S. Martinho, o dia termina com um jantar na Aldeia das Amoreiras.

No dia 8 de março, sábado, a partir das 9.00 horas, o Presidente da Câmara Municipal, acompanhado pelo Presidente da Junta de Freguesia de S. Martinho das Amoreiras, Nuno Duarte, visitarão as coletividades, comércio local e projetos empresariais da freguesia, iniciando a visita em Amoreiras-Gare, seguindo para Corte Malhão e terminando em S. Martinho das Amoreiras.

A freguesia de S. Martinho das Amoreiras tem 1006 habitantes (Censos 2011) e uma área de 144,2 km2, numa paisagem marcadamente serrana onde a floresta e sobretudo o eucalipto são nota dominante. Para além da produção florestal, a atividade económica da freguesia passa pela agricultura, pecuária, apicultura, olivicultura e extração de cortiça.