Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Máx C
Mín C
siga-nos

Ministro da Cultura na Inauguração do Monumento ao Cante Alentejano

O Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, participou na cerimónia de inauguração do Monumento ao Cante Alentejano, no dia 27 de novembro, em Odemira, onde destacou, a importância da dimensão intergeracional do cante alentejano, considerando que “o cante está vivo e recomenda-se". Pedro Adão e Silva afirmou que o Cante tem sido “um elemento central da cultura” alentejana e, ao longo dos anos, tem sido responsável pela promoção do “vínculo social”.

Este momento simbólico para Odemira e para o território assinalou os oito anos da classificação do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. O Ministro afirmou que “é um reconhecimento merecido, é um reconhecimento que tem sido apoiado e que tem também correspondido a uma renovação do cante alentejano. Acho que essas duas dimensões, a do reconhecimento da memória e a renovação, são cruciais para manter o cante vivo”. Neste dia de festa do Cante em Odemira, o Ministro sublinhou o interesse de ali encontrar “vários destes grupos, já com jovens, muitas crianças e muitas mulheres. Há aqui uma transmissão intergeracional, às vezes até mais de avós para netos, saltando uma geração, em que se pode ter perdido um pouco a dinâmica e a energia do cante, mas acho que o cante está vivo e recomenda-se”.

Com a criação deste monumento, o Município pretende “inscrever Odemira naquilo que é o tributo ao cante alentejano e constituir-se como primeira porta de entrada no território alentejano”, sublinhou o Presidente da Câmara Municipal de Odemira, Hélder Guerreiro. Desta forma celebra-se “os grupos corais, a nossa tradição, o nosso cante e também a inovação que vai acontecendo no cante no Alentejo”, adiantou o autarca. “Temos um património imaterial muito diverso, como de resto é o concelho de Odemira no todo e que estamos a fazer tudo para que seja preservado, continue a inovar, a fazer parte do nosso dia-a-dia, da nossa identidade que, na verdade, nos vai constituindo como alentejanos que somos e que nos diferencia”, realçou.

A cerimónia de inauguração do Monumento ao Cante Alentejano contou com a presença da Directora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, o Deputado da Assembleia da República eleito pelo Distrito de Beja Nelson de Brito, a Presidente da Assembleia Municipal de Odemira, Ana Aleixo, Vereadores da Câmara Municipal, e vários autarcas da região.

Com o Monumento ao Cante Alentejano, localizado na Quinta da Estrela, em Odemira, o Município presta homenagem ao Cante Alentejano e aos seus intérpretes, perpetuando a sua memória e incentivando as novas gerações a manterem viva esta prática expressiva tradicional. A escultura, que representa um grupo coral de grandes dimensões, com 12,5 metros de comprimento, 6 metros de altura e mais de 14 toneladas de peso, é da autoria do escultor Fernando Fonseca e a execução esteve a cargo da empresa Gate7.
Fernando Fonseca explicou que “esta obra é, na verdade, aquilo que eu sinto como sendo a alma do povo alentejano”, considerando que “o Cante é a circunstância onde se exprime mais a cultura alentejana.” Para o escultor “esta peça representa a espiritualidade, a força, o que une os alentejanos e os carateriza.”

Esta homenagem ao Cante Alentejano contou com a participação dos seus intérpretes, tendo o Município convidado os Grupos Corais de Odemira, São Luís, Vila Nova de Milfontes, Vozes Femininas de Amoreiras-Gare, Os Ganhões de Castro Verde, o Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento e o Grupo Coral Infantil de Odemira Cá se Canta.

O programa contou com a inauguração da exposição de fotografia “Cante – Alma do Alentejo”, com a presença da autora, Ana Baião, fotojornalista do jornal Expresso. A exposição, cedida pelo Museu do Cante Alentejano do Município de Serpa, está patente ao público até ao final de dezembro de 2022, junto à Cada do Povo de Odemira.

Depois de desfile dos grupos corais convidados, a festa continuou na Zona Ribeirinha do Mira, com a atuação em palco de todos os grupos e animado almoço convívio.

29 Novembro 2022